6 de abril de 2009

Ovos na Páscoa


A tradição de presentear com ovos (e falamos de ovos verdadeiros) é muito, muito antiga. Na Ucrânia, por exemplo, centenas de anos antes da era cristã já se trocavam ovos pintados com motivos de natureza - os pêssanka - em celebração à chegada da Primavera.


Os chineses e os povos do Mediterrâneo também tinham como hábito dar ovos uns aos outros para comemorar a estação do ano. Para deixá-los coloridos, cozinhavam os ovos com beterrabas.
A tradição de homenagear essa estação do ano continuou durante a Idade Média entre os povos pagãos da Europa. Eles celebravam Ostera, a deusa da Primavera, simbolizada por uma mulher que segurava um ovo na sua mão e observava um coelho, representante da fertilidade, pulando alegremente ao redor de seus pés. O ovo simbolizava o início da vida.


Os cristãos também adoptaram o ovo para festejar a Páscoa. Na época, pintavam os ovos com imagens de figuras religiosas, como o próprio Jesus e sua mãe, Maria.

Na Inglaterra do século X, os ovos ficaram ainda mais sofisticados. Na Páscoa, o rei Eduardo I costumava presentear a realeza e seus súditos com ovos banhados em ouro ou decorados com pedras preciosas.


No século XVIII, os mestres franceses da arte da chocolataria tiveram a brilhante e deliciosa ideia de confeccionar os ovos de chocolate.

texto adapatdo da Wikipédia e outros artigos

1 comentário:

Anónimo disse...

como posso encomendar.
sarahcbandrade@yahoo.com.br