17 de abril de 2009

Santa Gula! Pastéis de Belém!


"Todas as manhãs, o 'mestre dos pastéis' inicia a sua tarefa na cozinha, usando uma receita única em todo o mundo. Para além de juntar os ingredientes certos nas quantidades certas, a arte destas pequenas delícias vive muito na confecção segundo os métodos tradicionais - não há cá máquinas, apenas mãos cuidadosas e talentosas!
Os Pastéis de Belém estão ligados a raízes conventuais. Reza a lenda que havia um confeiteiro, dono de uma refinaria de açúcar - Domingos Rafael Alves -, que se tornou amigo de um pasteleiro que trabalhava no Mosteiro dos Jerónimos. Com a revolução de 1820, desapareceram muitas ordens religiosas, deixando monges e freiras desalojados e muitos trabalhadores desempregados.

Foi nessa altura que o confeiteiro contratou o pasteleiro - detentor da receita dos pastéis, o homem que impulsionou verdadeiramente a loja de Domingos Rafael e a única fábrica de Pastéis de Belém! Entretanto, por trás da fachada da refinaria, o pasteleiro trabalhava até de madrugada, tendo a patente da receita sido registada um pouco mais tarde e mantida em segredo até hoje. "


Cafézinho com pastel de nata (ou para quem tiver o privilégio de estar em Belém, com o pastel original!), é o momento de santa gula para a maioria dos portugueses!:-)))
Apesar da receita original ser secreta, podemos encontrar várias versões que se aproximam dos Pastéis de Belém! Não é a mesma coisa.... mas dá para matar saudades!
Deixo aqui algumas receitas, para que possam experimentar:
Bom apetite!

2 comentários:

Noah disse...

Mimosa

muito obrigada

Madalena Veiga disse...

Olá

Eu adoro, qdo tenho a oportunidade de lá passar não resisto. Estes são mesmo especiais.

Votos de um bom fim de semana
Jinhos