3 de janeiro de 2010

Ano Novo, Vida Nova




"Desse ano vou levar muita coisa...
Uma lágrima eterna, um abraço apertado,
Um comentário engraçado, uma dorzinha no peito.
teu jeito de olhar, muitos pontos de interrogação,
vários sins e um duvidoso e inseguro não...
Minha bagagem esta demais e completa...
E sendo assim vou pegar uma reta
e cair direto de cara para um novo desafio: viver.
Viver sem me preocupar com as contas, a janta,
Sem tanta insegurança, sem safenar meu coração...
Viver sem aquela chata indecisão de tentar a sorte
ou viver na contra-mão dos acontecimentos,
atropelando a todos e especialmente os meus sentimentos.
É, ano que vem promete...Vou pintar o sete!!
E também os meus cabelos, vou dar minha cara a tapa
e a esteticista, não posso ficar na pista!!
Vou bagunçar o coreto e o ” correto “
E pouco me importo no que isso vai acarretar...
Vou tentar ralar e descascar menos
para deitar e rolar com minha filha...
Vou cruzar pontes e se o outro é uma ilha,
vou mostrar que sol nasce para todos...
É...Vou fazer diferente! É, vou fazer a diferença!
Vou sair da indiferença, da invisibilidade,
do degredo, do medo, da saudade...
Quem está na chuva é para se molhar!
Pois, então, que venha uma tempestade de alegria,
um tornado de poesia, um ano de harmonia...
Pode vir quente que eu estou derretendo...
Eita calor danado! Eita certeza de mudança...
Eita lembrança que fica! Ô ansiedade!!!!
E ai?O quê você me diz? Qual é a sua dica para ser feliz?
E nem vem com esse papo que vou tentar uma nova dieta,
Vou emagrecer...Olha, é melhor ficar quieta...
Quero mesmo é saber o que você vai fazer
com a sua alma, com a sua luz, com o seu destino-
Eita menino indomável! Afinal de contas, ano novo,
vida nova! Clichês à parte, sua vida é a sua maior arte...."

 
Poema de Karla Bardanza, "uma mulher em permanente estado de flor"...


Sem comentários: