14 de março de 2010

O "Berço Vidreiro"

Não é possível falar da indústria do vidro em Portugal sem falar no Centro Vidreiro em Oliveira de Azeméis! Muitos desconhecem que a  primeira fábrica de produção de vidro do país foi criada em Oliveira de Azeméis, em 1484 - a Fábrica do Covo.

Ao longo de 400 anos, a indústria do vidro marcou o desenvolvimento económico e social de Oliveira de Azeméis, terra de onde partiram muitos artistas que foram impulsionar a indústria do vidro da Marinha Grande. A utilização massiva de objectos em plástico e metal ditam o encerramento das várias fábricas, a última das quais - O Centro Vidreiro do Norte de Portugal fecha no final da década de 90. No entanto, o vidro deu origem a uma actividade intimamente ligada ao vidro e que é actualmente uma das forças motrizes da indústria do concelho: a indústria dos moldes. Porém, o vidro continua a ter um lugar muito especial no coração dos oliveirenses e uma iniciativa conjunta da Autarquia, da Fundação La-salette e de um investidor privado, fez nascer na linda Casa das Heras, à entrada do Parque de La-Salette o "Berço Vidreiro": um projecto casa-museu com criação ao vivo de peças de vidro.




No Berço Vidreiro é possível ficar a conhecer quais os métodos de produção de vidro ao longo da história e ver instrumentos, ferramentas e o forno de fusão associado à produção vidreira. Diariamente, dois artesãos criam peças decorativas lindissimas que podem depois ser adquiridas pelos visitantes.



Deixo o convite a todos os que quiserem visitar o Berço Vidreiro... podem ter a certeza que vai ser uma visita interessantíssima e no final tragam um pedaço de vidro soprado pelos artesãos. E já que estão no Parque de La-Salette, disfrutem de momentos de calma rodeados por uma flora ímpar e com uma vista deslumbrante sobre o centro do mundo.:-)


1 comentário:

Noah disse...

Para qualquer pessoa que goste de viajar e apreciar o local em suas raízes e conhecer o conteúdo histórico, não há como, mesmo para quem 'ache' que saia do marco zero do mundo, não pretenda conhecer o centro do mundo, ainda mais com teus posts indubitavelmente sensacionais em termos de imagens e História.
Querida, acabei de chegar, perdi teu níver ontem mas estive tão feliz ao lado do Eduardo que sei que compreenderás e aceitarás meus votos de Feliz Aniversário a ti tal como efetivamente te desejo e sabes muito bem disso.